Nofake

Delegado é Preso por Vender Roupas Falsificadas

Fonte: Jusbrasil

Segundo investigações da DRCPIM (Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial), um delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro é proprietário de uma confecção que produz roupas de diversas marcas sem autorização legal. Marcelo Machado Portuga foi preso em flagrante por crimes de receptação e uso ou venda de produtos falsificados.

A Corregedoria Interna da polícia acompanhou a ação. No estabelecimento e na casa do delegado foi apreendida uma grande quantidade de peças, que foi encaminhada à perícia por haver indícios de que se trata de pirataria.

A operação foi batizada como “Raposa no Galinheiro”, uma alusão ao ditado popular que diz que se o suspeito de um crime é o mesmo que zela por aquilo que está sendo investigado.

Sabia que na NOFAKE você pode denunciar lojas que vendem produtos falsificados das suas marcas e grifes favoritas?

Não apenas grandes marcas, como também grifes conhecidas mundialmente causam grande desejo em milhares de pessoas no mundo todo. Entretanto, isso infelizmente desperta o interesse de pessoas má intencionadas com o intuito de falsificar os produtos. Como resultado isso acaba denegrindo a marca, seu design e sua história. Por isso, não deixe isso acontecer! Conhece alguma loja que vende produtos falsificados?

Quer saber mais sobre notícias assim?

Para saber mais sobre notícias de apreensões de produtos falsificados, clique aqui e fique por dentro das operações.